START TYPING AND PRESS ENTER TO SEARCH

Ainda que a estética venha sendo central para as pessoas que se submetem às cirurgias ortognáticas e tenha estado no centro das discussões sobre bem-estar e até mesmo felicidade, a busca por esses procedimentos também sugerem certa preocupação com problemas funcionais no futuro.

Isso inclui riscos de retração da gengiva, de desgaste na articulação temporomandibular e de artrose. Outra razão para a procura por cirurgias ortognáticas é a correção da mordida e a melhora da função mastigatória.

Na maioria das vezes, é direcionado para pacientes com Retrognatismo (posição mais posterior da mandíbula) ou Prognatismo mandibular (lábio inferior significativamente afastado do superior), que são casos de desarmonias faciais e dentárias, em que o crescimento dos ossos da face e dos dentes se dá fora dos padrões ideais anatômicos.

O procedimento ocorre com base em diversas análises cefalométricas (medidas da face e crânio). Ele engloba quase sempre um tratamento ortodôntico cirúrgico, feito por um especialista, para propiciar melhorias estéticas e funcionais na face dos pacientes.

antesdepois dentes
A cirurgia ortognática entrega ao paciente melhoras na aparência, fala, mordida, mastigação e articulações.

Procedimentos

A cirurgia ortognática significa colocar os maxilares na melhor posição a fim de entregar ao paciente melhoras na aparência, fala, mordida, mastigação e articulações.

O procedimento cirúrgico indicado não é uma cirurgia isolada, ou seja, faz parte de um tratamento chamado tratamento cirúrgico ortodôntico, que pode ser realizado antes ou depois da cirurgia. Em alguns casos, contudo, a cirurgia pode ser realizada antes mesmo do tratamento ortodôntico.

Antes da cirurgia ortognática, o planejamento virtual com o uso de softwares ajuda na execução do procedimento. É possível, inclusive, visualizar os resultados. Na sala de cirurgia, o procedimento é minucioso e dura, em média, de duas a quatro horas. O especialista modifica décimos de milímetros dentro da maxila e mandíbula. Não há cicatrizes aparentes, uma vez que os cortes são internos.

Trata-se, na verdade, de uma cirurgia funcional. Ganha caráter estético, contudo, quando as formas da face do indivíduo mudam radicalmente para melhor.

Indicação

É indicada para pessoas que possuem uma desarmonia facial, tal como o crescimento inadequado de algum dos ossos da face – mandíbula, maxilar, queixo, nariz ou maçã do rosto. Em geral, a assimetria facial começa durante a fase de crescimento e se estabiliza na idade adulta.

A fase de preparação para a cirurgia é longa e dura, em média, um ano e meio. Durante esse período, o ortodontista buco-maxilo-facial corrige a mordida e a mastigação do paciente com aparelhos ortodônticos convencionais. Eles ajudam nos resultados após a cirurgia.

Esse trabalho em conjunto entre cirurgião dentista e ortodontista é fundamental para se obter resultados satisfatórios, não apenas durante, mas também depois da cirurgia.

Cuidados

Da maneira mais natural possível, o paciente se recupera sem dores, mas com algumas restrições alimentares.

Após a cirurgia, na primeira semana, somente líquidos são permitidos. Gradativamente, são permitidos os alimentos pastosos. Carnes e alimentos mais duros levam mais tempo para serem liberados.  O cirurgião é responsável por informar ao paciente o protocolo de recuperação completo.

Riscos

O tratamento ortodôntico-cirúrgico, desde que seja realizado por uma equipe de profissionais qualificados, que fazem todo o acompanhamento de maneira adequada, tem baixos riscos operatórios.

Está interessado no serviço? Entre em contato com os especialistas do Instituto Barbosa e transforme sua autoestima!

Leave a Comment

Whatsapp - 8h às 18h