START TYPING AND PRESS ENTER TO SEARCH

damon clear 2-min

Aparelho transparente: o que é e quais são os cuidados necessários?

Essa é uma maneira de corrigir a posição dos dentes, bem como outros problemas bucais, que começou a se popularizar a partir dos anos 2000 e hoje tem inúmeros adeptos.

Muitos adultos preferem usar este modelo, pois precisam de uma boa imagem, e um aparelho fixo mais discreto respeita esse requisito. Ao mesmo tempo, com ele é possível ter um mecanismo que garanta a mesma eficácia do convencional.

A partir de agora, você terá mais informações sobre o aparelho transparente, cuidados especiais e em quais ocasiões esse modelo é o mais apropriado.

O que é aparelho transparente?

Apesar de ter-se popularizado apenas neste século, como mencionado, esse tipo de aparelho surgiu na Califórnia, em 1997, e foi criado pela doutora Zia Chishti.

Eles não são tão uniformes quanto os modelos metálicos e é possível encontrar aparelhos com braquetes feitos de safira, policarbonato e porcelana. Também são divididos em policristalizados e monocristalizados.

image3 (2)
Os aparelhos podem ser feitos de materiais como plástico (policarbonato), safira e porcelana. Eles se diferem entre si quanto aos cuidados e durabilidade.

De qualquer maneira, o aparelho transparente é mais leve do que o tradicional. Dessa forma, costuma ser mais confortável e não oferece as mesmas possibilidades de se machucar, como as variedades mais antigas.

Os modelos de policarbonato são os mais baratos, mas não têm a aparência totalmente translúcida: contam com uma cor mais leitosa e branca, mas similar à dos dentes, sendo totalmente discretos. Eles são também um pouco mais frágeis, se comparados aos aparelhos metálicos.

No entanto, isso não se observa nas outras variedades de aparelhos transparentes, que conseguem ter a mesma resistência dos modelos clássicos, com a vantagem de serem mais bonitos.

Além de a resistência ser bem similar, as funcionalidades são as mesmas. Não importa como e o quanto os dentes estejam desalinhados. Não há um tipo de aparelho que seja mais eficaz, pois ambos apresentam os mesmos resultados.

Dependendo da variedade, o aparelho transparente precisa de um cuidado específico. Veja a seguir.

Quais cuidados devo ter com ele?

O maior problema que pode acontecer com o aparelho transparente é o amarelamento. Os de policarbonato são os mais suscetíveis a esse processo e podem passar por isso mesmo se forem bem cuidados.

Os de porcelana, por outro lado, costumam manter a aparência original por muito mais tempo, embora possam também amarelar se não forem tomados certos cuidados.

Independentemente do tipo de aparelho fixo, os elásticos que prendem o fio aos braquetes são os primeiros a mudar de tonalidade.

Os transparentes acabam também adquirindo um aspecto amarelado, enquanto outros, dependendo da cor, podem ficar esbranquiçados e ou com um visual encardido.

Mesmo sendo trocados a cada visita ao dentista, essas peças costumam mudar de cor antes. A alimentação é a principal responsável por isso e é nela que se devem concentrar os maiores cuidados.

Os alimentos que mais causam a alteração de tonalidade, não só nos elásticos quanto em toda a estrutura do aparelho transparente, são os que têm corantes, sejam eles naturais ou industrializados. Eles devem ser evitados ou, se forem consumidos, a escovação dos dentes deve ser imediata.

Alguns exemplos de itens que requerem maior atenção são café, açaí, cerveja, vinho, curry, refrigerantes e beterraba. É necessário prestar atenção em todos os alimentos com essa característica.

Um outro hábito que pode amarelar o aparelho transparente é o de fumar, principalmente os elásticos. Cigarro, cachimbo, charuto e outros podem causar problemas, algumas vezes em poucos minutos.

E não para por aí. A boa limpeza dos dentes também ajuda bastante a manter o aspecto original do aparelho. Para isso, os itens que não podem faltar são a escova dental, creme, fio dental ou escova interdental.

Mas, para manter a aparência original do aparelho transparente, é interessante também fazer uma higienização mais cautelosa e detalhada. Assim, pode-se ter a certeza de que todas as impurezas sejam removidas e não fiquem presas no aparelho.

CTA FINAL

Uma dica para que se tenha uma boa limpeza é fazer um bochecho com água morna antes da escovação. Para que sua ação seja potencializada e mais bactérias sejam eliminadas, uma boa sugestão é acrescentar um pouco de bicarbonato de sódio à água antes de fazer os movimentos com a boca.

A escovação pode ser feita com uma pequena quantidade de pasta dental, sem esquecer de limpar todas as regiões internas da boca. O fio dental ou escova interdental podem ser usados antes ou depois da escovação, sem esquecer que, no caso do primeiro, é conveniente usar um passa fios para facilitar o manuseio.

Os de safira costumam ser os mais resistentes ao amarelamento. Apenas uma higiene dental bem feita e integral, com uso de fio dental ou escova interdental, é suficiente para manter o aspecto original do aparelho transparente.

Se apenas o fato de usar um material que possa mudar sua coloração em pouco tempo assusta, ou mesmo se os cuidados forem considerados exagerados, há uma solução.

O autoligado dispensa o uso de borrachinhas e conta com um método pelo qual o próprio braquete é responsável por prender o fio.

Esse modelo, inclusive, é menos propício a ficar amarelado com o passar do tempo, justamente por não usar as borrachas, os primeiros componentes a mudar de cor.

Além disso, as visitas ao dentista para manutenção são menos frequentes e a limpeza habitual dos dentes pode ser realizada de forma muito mais simples.

Os Invisalign, por sua vez, são removíveis. Logo, é possível retirá-los no momento de consumir algum alimento com corante, impossibilitando qualquer sinal de deterioração. Além disso, a estrutura precisa ser trocada de tempos em tempos e, neste caso, não há tempo hábil para desgastes.

Esses modelos, também chamado de invisíveis, são o assunto do tópico a seguir. Você saberá as diferenças entre ele e o aparelho transparente, bem como quando eles podem ser usados e características gerais.

Qual é a diferença do aparelho invisível?

image1 (2)
Os aparelhos invisíveis são totalmente personalizados e ainda mais discretos do que os modelos transparentes. O seu uso chega a ser imperceptível.

Quando se fala em aparelhos transparentes e invisíveis, a impressão que se tem é de que se trata do mesmo produto. Mas não é bem assim. Eles são distintos entre si, tanto na aparência, quanto no modo de usar e também na eficácia de alguns tratamentos.

Os alinhadores transparentes são responsáveis por proporcionar o alinhamento dos dentes. Eles são confeccionados sob medida. Logo, é indispensável fazer um molde da arcada dentária do usuário antes de o aparelho ser confeccionado.

Esses alinhadores são normalmente constituídos de acetato.

Por serem feitos de forma customizada, o encaixe é perfeito nos dentes, sem folgas ou apertos. Dessa maneira, outras pessoas não conseguem perceber o seu uso, mesmo com um olhar mais atento. Eles ainda são mais discretos do que os aparelhos transparentes.

Mesmo sendo móvel, é possível usar o aparelho invisível em praticamente todos os momentos. As únicas exceções, porém, são os momentos de alimentação e escovação dental.

É muito prático, principalmente por não ter braquetes, bandas e fios, anulando qualquer possibilidade de machucar a boca. Essa é uma das principais vantagens, mesmo que os modelos transparentes também ofereçam o conforto.

Um benefício que também vale a pena ser mencionado é o fato de não oferecer riscos para quem pratica esportes ou qualquer outra atividade física. Como não possui uma estrutura complexa, mesmo se uma bola ou qualquer outro objeto atingir a boca, não há a possibilidade de machucar o usuário nem mesmo de danificar o aparelho.

De qualquer forma, é interessante usar um protetor bucal durante essas atividades, pois eles protegem os dentes de eventuais quebras e outros danos.

Em contrapartida, usuários de aparelhos transparentes devem usá-los não só para a própria segurança, como também para proteger o aparelho.

Os alinhadores devem ser trocados a cada 15 dias, sendo colocados em posições diferentes. É essa ação que promove a movimentação dos dentes à posição correta.

Com isso, o dentista consegue planejar o tratamento e ter até mesmo uma previsão de seu fim, em função de um software que faz a simulação de cada fase.

No entanto, nem todos os casos de desalinhamento dentário podem ser solucionados por meio dos aparelhos invisíveis — neste caso, os transparentes têm uma abrangência maior. Normalmente, casos mais simples, como pequenas movimentações de dentes, são plenamente eficazes com esse modelo.

Mas, dependendo da experiência do profissional com esses modelos, é possível usá-los com sucesso em casos mais complexos, como cirurgia ortognática, extração ou reabilitação oral.

Para ter mais informações sobre o seu caso e se ele pode ser solucionado com o aparelho invisível, consulte o seu dentista. Ele fará uma avaliação minuciosa e indicará a maneira mais adequada para se fazer o tratamento.

Normalmente, o paciente usa esse modelo de aparelho por um período relativamente curto, de 6 meses a 1 ano.

Ao chegar ao consultório do ortodontista de sua confiança, você passará por um atendimento inicial, para verificar o que precisa ser feito na arcada dentária e também as suas expectativas. Os dentes são fotografados e radiografados, para se ter uma ideia real do problema.

Em geral, antes do uso do aparelho, independentemente do modelo, é necessário fazer um molde em gesso da arcada dentária. No caso dos aparelhos invisíveis, o procedimento é semelhante, mas é uma versão virtual, em um processo totalmente computadorizado.

Em seguida, esse molde é enviado para os Estados Unidos, onde profissionais vão avaliar o que precisa ser reparado, de acordo, claro, com as observações feitas pelo dentista previamente.

Dessa maneira, é feita uma simulação da movimentação dos dentes durante o tratamento, sendo possível criar os aparelhos para cada etapa.

CTA FINAL 2

Antes da fabricação, é preciso que toda a avaliação feita pelos profissionais norte-americanos seja aprovada no Brasil. Assim, os moldes seguem para o México, onde são preparados.

Entretanto, cada molde é usado em uma determinada fase do tratamento, e o ortodontista deve determinar tal ordem. Como todos os aparelhos são feitos antes do início do uso, a manutenção não consome muito tempo, pois apenas os ajustes são necessários.

Os aparelhos invisíveis, assim como os transparentes, são indicados para pessoas de todas as idades, inclusive crianças e adolescentes.

No entanto, os adultos, principalmente pessoas acima dos 30 anos, são os que mais os usam, pois, como mencionado na introdução com os modelos transparentes, não há mudanças na aparência facial.

Se você não quer ter grandes mudanças em seu sorriso, tanto o aparelho transparente quanto o invisível cumprem muito bem o seu papel. Não haverá problemas no aspecto visual e principalmente no alcance de resultados.

Aliás, em países como os Estados Unidos, por exemplo, esses dois tipos são os mais frequentes nos consultórios odontológicos. Os clássicos aparelhos de metal estão se tornando cada vez menos adotados.

Para saber mais não só sobre tratamentos ortodônticos, como todos os problemas (e respectivas soluções) relacionados à dentição, leia os outros textos do blog.

Todas as novidades do setor também são incluídas pelos artigos com conteúdo novo e exclusivo. Não deixe de visitar o site e conferi-lo.

Em caso de dúvidas, comente ou mesmo marque a sua consulta. Será um prazer recebê-lo e ajudar a resolver suas questões!

About the Author:Carolina Caram

Leave a Comment

Whatsapp - 8h às 18h