START TYPING AND PRESS ENTER TO SEARCH

Cárie oculta: o que é e como tratar?

Cárie oculta. Esse termo pode parecer estranho para você, mas saiba que sim, existe e precisa de atenção tanto quanto a cárie tradicional. Talvez até mais, já que esse tipo de cárie não é percebido imediatamente, a olho nu.

Quando oculta a cárie não causa dor ou qualquer alteração que seja visível nos dentes. Para você, ao observar no espelho enquanto realiza a escovação, tudo parece normal. Na verdade, as bactérias causadoras do problema estão atuando na parte de dentro do seu dente!

No entanto, numa visita ao dentista você pode receber a notícia de que está com cáries e se pergunta como isso pode ter acontecido. Afinal, para você, seus dentes estavam normais.

Conheça agora a cárie oculta, quais suas principais causas e como é feito seu diagnóstico e tratamento:

O que é a cárie oculta?

A cárie oculta não afeta o sorriso diretamente e é difícil de ser detectada. Fonte da imagem: Siga Odontologia.

A cárie oculta é um termo utilizado pelos dentistas para descrever cáries que aparecem na dentina, e se infiltram pela superfície do esmalte dental. Olhando por fora o dente parece saudável, mas as bactérias causadoras da cárie estão agindo na dentina, danificando o dente de dentro para fora.

image2

O esmalte do dente possui apenas uma ou mais pequenas cavidades que são praticamente imperceptíveis. A olho nu e sem uma observação mais atenta, tudo parece estar ok por ali. Na verdade o dente está com pequenas manchinhas no esmalte. Um dos sinais mais claros do problema é a mudança na cor dos dentes afetados.

O detalhe é que quando essa alteração aparece o interior do dente já está bastante cariado e muitas vezes pode ser necessário removê-lo por completo ou fazer um tratamento de canal.

As causas para o surgimento deste problema estão ligadas a falta de mineralização completa do esmalte dentário, defeitos estruturais dos dentes ou pequenas fissuras na parte de cima de um dente.

CTA

O acúmulo de placa, dieta composta por alimentos muito ácidos, ingestão frequente de açúcares e o uso excessivo de flúor podem também contribuir para o aparecimento desse tipo de cárie.

<h2>Como diagnosticar e eliminar?</h2>

A radiografia é um dos exames solicitados para confirmar a presença da cárie oculta.

Fonte da Imagem: Hermes Padini

O diagnóstico geralmente é feito na visita ao dentista. Dificilmente você irá descobrir sozinho que está com esse tipo de cárie. Durante uma consulta de rotina, pequenas manchas podem ser observadas em um ou mais dentes, além da mudança em sua pigmentação.

Pode ser pedido também uma radiografia para verificar como estão os dentes por dentro. Em muitos casos, a cárie oculta é descoberta tardiamente, quando a dentina já foi bastante danificada (e o sinal claro desse problema dentário é a mudança de coloração dos dentes).

Ainda assim, muitos dentistas já solicitam a radiografia como forma de prevenção, principalmente quando é observado pequenas alterações estruturais em um ou mais dentes. Há casos em que os exames de imagem são feitos por outro motivo – colocação de aparelho dentário, por exemplo – e a cárie oculta acaba sendo identificada.

O tratamento para esse problema dentário é semelhante ao da cárie tradicional ou externa. No caso a restauração dentária, permitindo recuperar a forma e a função dos dentes afetados pelo problema. Isso, é claro, quando descoberta ainda no começo.

Quando em estágio muito avançado pode ser necessário a realização do tratamento de canal ou a extração completa do dente, sendo substituído posteriormente por prótese. Assim como no caso da cárie externa, quanto antes identificada mais rápido o tratamento e maiores as chances de recuperar o dente afetado.

<h2>Qual a diferença entre a cárie oculta e a externa?</h2>

A cárie externa é facilmente identificada, já a oculta afeta o interior dos dentes.

Fonte da imagem: Clinica Dental Alborada

A diferença entre a cárie oculta e a cárie externa é bastante simples e está relacionada a forma de identificação do problema. A primeira é difícil de detectar e invisível a olho nu. O dente aparenta estar saudável e a pessoa não apresenta outros sinais de cárie, como dor ou incômodo. Já a segunda é facilmente visível, já que produz manchas e pode ser detectada num exame simples e até mesmo pela própria pessoa..

A cárie externa aparece na parte de cima dos dentes, ou na sua parte externa. Já a oculta geralmente ataca a dentina e o interior dos dentes.

A própria pessoa, ao escovar os dentes, também consegue enxergar se está com cáries externas. Sendo assim o problema é identificado rapidamente e você pode ir buscar o dentista imediatamente.

A cárie interna, por outro lado, vai exigir mais exames para ser diagnosticada. Você pode visitar seu odontologista para outro motivo, fazer uma radiografia dos dentes e acabar descobrindo esse tipo de cárie.

CTA FINAL 2

De resto ambas são iguais, causadas pelas mesmas bactérias e recebem o mesmo tipo de tratamento.

<h2>Qual a melhor maneira de prevenir?</h2>

A escovação e a visita regular ao dentista ajudam na prevenção das cáries.

Fonte da imagem: Uniodonto.

A prevenção é a forma mais prática de evitar as cáries, sejam elas externas ou ocultas. Dentre as melhores formas de prevenir o aparecimento deste problema estão:

  • Evite o consumo excessivo de açúcar

O açúcar é um dos principais vilões da saúde dos dentes. Para evitar as cáries, prefira alimentos menos açucarados. Essa mudança na dieta ajuda a deixar os dentes mais fortes e previne o aparecimento da placa e a proliferação das bactérias causadoras da cárie.

  • Use flúor apenas quando recomendado

O uso excessivo de flúor pode contribuir para as cáries ocultas. Você pode até usar um enxaguante bucal que possua esse elemento, de qualquer forma, pergunte ao seu dentista a regularidade de uso do flúor.

  • Escove bem os dentes

A escovação ainda é a melhor forma de manter seus dentes saudáveis e livres de cáries. Procure escová-los bem após as principais refeições e não esqueça do fio dental. Uma escova macia e uma boa pasta de dentes devem também fazer partes do seu kit de limpeza dentária.

  • Visite regularmente seu dentista

A limpeza em casa ajuda a prevenir as cáries, ainda assim é bom fazer uma higienização mais completa diretamente com o dentista. Marque visitas regulares, pois quanto antes o problema é identificado mais simples e rápido é o tratamento.

Como você pode ver, a cárie oculta pode ser considerada mais perigosa do que a cárie externa, já que se desenvolve silenciosamente no interior de um ou mais dentes. O ideal é manter uma boa escovação e visitar seu dentista regularmente, de forma a prevenir o aparecimento de cáries em geral.

Quer saber mais sobre cuidados com a saúde bucal? Continue acompanhando nosso blog!

About the Author:Carolina Caram

Leave a Comment

Whatsapp - 8h às 18h