START TYPING AND PRESS ENTER TO SEARCH

3

Dente siso quebrado: quais as complicações e como tratar?

1
Dente do siso quebrado pode causar complicações.

Ter um dente do siso quebrado pode trazer várias complicações para o paciente. Os terceiros molares, mais conhecidos como “dentes do siso”, são os últimos dentes permanentes a nascer, aparecendo, normalmente, no final da adolescência ou no início dos 20 anos.

Eles estão localizados no final da arcada dentária, sendo os últimos dentes da boca tanto em cima quanto embaixo.

Com sorte, eles crescem saudáveis e bem posicionados, porém podem sofrer algum trauma que cause uma fratura. Isso não pode ser ignorado em nenhuma hipótese e o paciente deve buscar cuidados dentais o mais rápido possível a fim de evitar que mais danos orais ocorram.

Quando um dente é fraturado, ele não precisa ter erupcionado total ou parcialmente na boca. Ou seja, a erupção do siso pode não acontecer ou pode acontecer de forma parcial.

Nesses casos, acontecem aberturas gengivais, propiciando o desenvolvimento de infecções orais.

Complicações do siso quebrado

2
Complicações podem ocorrer quando o dente do siso é lesionado.

Quando uma pessoa tem o dente do siso quebrado, o gerenciamento do tempo é fundamental. Deve-se procurar um dentista para evitar que mais problemas ocorram, como dor de dente, dificuldade para falar e respirar.

CTA

Além disso, dependendo da localização da fratura, uma cavidade pode aparecer no dente, deixando-o mais vulnerável a infecções.

As complicações podem ser muitas, como mostradas na lista abaixo:

Cárie

3
A cárie pode ser causada por uma lesão de um dente do siso.

O tempo é um fator crucial quando o assunto é um dente quebrado, ainda mais quando o dente em questão é o siso. Dependendo da região onde ocorreu a lesão, o dente pode ficar ainda mais vulnerável a bactérias e cáries.

Infecção

Se bactérias entrarem na cavidade que foi gerada por conta da fratura dental, o paciente pode acabar tendo seu dente infeccionado.

Quando uma infecção não é tratada, ela pode se espalhar para o tecido gengival de outros dentes, mandíbula ou maxilar. Além disso, também pode atingir outras partes do corpo, acarretando problemas de saúde ainda mais graves.

A bactéria causadora da infecção pode se alojar no dente do siso quebrado e entrar na corrente sanguínea, descendo para o pescoço, queixo e chegar ao coração, levando a morte.

Dor ao abrir a boca

5
A quebra do siso pode provocar dor ao abrir a boca.

A quebra de um siso pode ocasionar um trismo, que é um espasmo muscular que atinge os músculos da mastigação, o que acaba não permitindo a abertura normal da boca.

Isso ocorre quando há infecções na região onde o siso foi lesionado, causando fortes dores musculares e dificultando qualquer movimento feito pela boca.

Inflamação da gengiva

Um abscesso pode ser gerado por conta de um dente do siso quebrado, o que facilita o acúmulo de secreções e bactérias que podem se espalhar pelo organismo e causar, inclusive, morte por septicemia. Isso provoca, também, um aumento de volume da gengiva.

Por estar localizado em uma região de difícil acesso, pessoas que têm uma boa rotina de higiene oral também podem apresentar esses problemas.

Febre

6
Uma das complicações da quebra de um dente do siso é a febre.

Quando existe uma infecção localizada, o organismo responde com sintomas e alerta o corpo de que algo está errado, como em otites e inflamações de garganta e de urina.

Então, quando ocorre uma fratura no siso, há um foco de infecção e o corpo responde com febre.

Tratamentos

Quando um indivíduo tem um dente do siso quebrado, é imprescindível que ele procure seu dentista imediatamente.

Uma consulta tem de ser marcada o mais rápido possível para que o dente seja examinado. Possivelmente um raio x deverá ser feito e, após isso, o dentista determinará as opções de tratamento.

O ideal é que a pessoa não espere a dor ficar insuportável para procurar um dentista, pois a espera pode significar a perda do dente.

Quando o siso apresenta sinais de infecção, o tratamento a base de antibióticos é necessário antes que qualquer procedimento seja realizado.

Normalmente, a extração cirúrgica do dente do siso quebrado é a opção mais recomendada pelos dentistas.

Tal cirurgia deve ser precedida de uma cuidadosa profilaxia para que haja a remoção de placa bacteriana e cálculo dentário. A remoção do siso é realizada sob efeito de anestesia local.

Dentes impactados não são removidos com a mesma facilidade que dentes sadios e irrompidos. No caso de dentes lesionados, incisões na gengiva e na mucosa são feitas para que haja uma boa visualização do dente.

Em alguns casos, também pode ser feita uma osteotomia, que consiste na remoção de parte do osso que recobre o dente impactado. Além disso, também pode ser realizada a odontossecção do dente. Essa manobra tem como finalidade dividir o dente em pedaços menores, facilitando a sua retirada.

Após a retirada do siso, as incisões são suturadas e fechadas com fios de algodão ou Nylon® que devem ser mantidos durante um período de 7 a 10 dias.

CTA FINAL 2

A medicação pós-operatória deve ser seguida conforme prescrita pelo dentista. Um leve sangramento pode ocorrer durante algumas horas após a extração do dente, e posicionar um pedaço de gaze limpa sobre a região pode diminuir o sangramento.

Possíveis inchaços podem ser diminuídos com compressas de bolsas de gelo. Bochechos e cuspes devem ser evitados durante as 24h posteriores à cirurgia, o que evita o rompimento dos pontos e o deslocamento do coágulo que é necessário para a total cicatrização da ferida cirúrgica.

Você já teve um dente do siso quebrado? Já passou por alguma outra situação clínica ou tem alguma dúvida a respeito? Quer saber mais sobre saúde bucal e suas patologias? Entre em contato conosco. Deixe seu comentário abaixo e continue acompanhando nossas publicações.

About the Author:Carolina Caram

Leave a Comment

Whatsapp - 8h às 18h