START TYPING AND PRESS ENTER TO SEARCH

1

Dente trincado: o que fazer?

Um sorriso saudável é muito importante para causar uma impressão positiva nas outras pessoas, ter uma boa aparência e manter o bem-estar. Porém muitos problemas podem ocasionar danos à estética dentária, como as rachaduras nos dentes, por exemplo.

Um dente trincado pode aparecer pelas mais diferentes razões. A mais comum ocorre ao mastigar alguma coisa dura, que pode ser um objeto ou um alimento (como gelo, nozes ou balas).

Em alguns casos, um dente pode se trincar devido a acidentes que envolvam traumas diretos ou indiretos em outra região da boca (por exemplo, no caso de uma pancada). E é claro, seja qual for a forma como aconteça o problema, é algo que gera muito transtorno.

Outras causas de dente trincado

Além das formas mais diretas, um dente pode trincar devido ao próprio desgaste; também pode acontecer a partir de um simples choque térmico – ao ingerir um alimento ou bebida muito quente e, em seguida, algo muito gelado, ocorre essa reação térmica e, por causa disso, o esmalte do dente pode ficar exposto, propiciando uma rachadura.

1
Ranger os dentes pode causar fissuras.

É importante ressaltar que alguns hábitos podem ajudar no aparecimento desse problema, por exemplo ranger os dentes durante o sono (o chamado bruxismo), pressionar os dentes de forma demasiada em decorrência de uma tensão excessiva e mastigar de forma desigual podem levar ao aparecimento de pequenas fissuras.

Em alguns casos, restaurações grandes ou outras formas de reconstrução dentária também podem desencadear algumas fissuras

Todos esses exemplos podem propiciar trincas e/ou fissuras nos dentes.

CTA

Como identificar um dente trincado

Seguindo certos critérios de avaliação clínica é possível desconfiar que algum dente possa estar trincado. Dentre os principais sintomas, podemos destacar:

  • Dor ao morder, cujo efeito passa rapidamente
  • Dor regular no dente, porém que não é sentida o tempo todo
  • Dor ao beber ou ao comer
  • E em alguns casos pode ser que haja dor alguma

Em muitos casos, as fissuras não conseguem ser observadas a olho nu e, portanto, alguns exames complementares são necessários para garantir o diagnóstico.

Mesmo que você consiga identificar algum dos sintomas, a melhor coisa a fazer é se dirigir a um especialista de saúde bucal para que os procedimentos clínicos sejam realizados. Somente um especialista poderá confirmar se existe um dente trincado.

Como confirmar se há um dente trincado?

Como já foi dito, nem sempre é possível observar a fissura a olho nu. Portanto, a confirmação é feita por meio de um raio X dos dentes.

2
O raio X é um ótimo aliado para identificar fissuras e trincas.

E alguns casos, a fissura não pode ser observada apenas por meio do raio X. Portanto, é recomendado estar atento a algumas características que podem ajudar a identificar o problema. Para isso, é importante manter um diário onde sejam registradas as coisas que causam dor (calor ou frio; alimentos doces, azedos ou pegajosos). Tentar identificar o dente ou a área onde a dor é mais intensa também ajuda.

Qual o tratamento

O dente trincado causa muito desconforto, uma vez que a mordida desencadeia a dor, mesmo em fissuras de tamanho muito reduzidos. Essa hipersensibilidade no local e a dor acontecem devido à inflamação do tecido mole conhecido como polpa dental, a qual é irradiada de nervos e vasos que mantém os dentes nutridos.

O tratamento de um dente trincado envolve determinar o tamanho e a localização da fissura. O dentista também deve avaliar os sintomas para determinar a melhor forma de agir.

Em todo caso, o dentista saberá informar qual o melhor tratamento a ser adotado. Também é normal o dentista não determinar um tratamento específico, pois, geralmente, pequenas fissuras são bastante comuns e não causam nenhum problema maior.

Lembre-se de que se você estiver com uma dor localizada, evite mastigar nesse local e procure o seu dentista, relatando os sintomas, o local da dor e se ela surge em alguma situação específica.

Se for constatado que a fissura necessita de tratamento, o dentista poderá optar pelos seguintes procedimentos:

  • Reparar o dente com material especial – utilizando uma resina da própria cor do dente.
  • Colocar uma coroa no dente lesionado, protegendo o dente de eventuais danos adicionais. Coroas são próteses fixas que são cimentadas no dente dando uma maior proteção ao dente desgastado.
3
A colocação de uma coroa dentária irá proteger os seus dentes

O mais importante é agendar consultas regulares com o dentista para que ele possa diagnosticar de forma correta e tratar o problema logo no seu estágio inicial.

E se o dente estiver quebrado na raiz?

Em algumas situações a polpa do dente pode ser lesionada e acabar causando transtornos muito maiores ao dente. Neste caso, o tratamento endodôntico (canal radicular) poderá ser necessário para que o dente seja salvo.

O canal irá preservar um dente danificado ou até mesmo doente, evitando a extração. O procedimento remove toda a área contaminada, limpando e desinfetando o local. Em seguida, o dente é obturado e selado.

4
Quando a raiz está comprometida é necessário o tratamento endodôntico.

Em casos mais extremos pode acontecer a extração do dente. Isso acontecerá se toda a raiz estiver comprometida ou se existir uma fissura muito severa e o dente não puder ser salvo.

Acontecer de um dente se trincar é um problema muito mais frequente do que se imagina e, geralmente, traz desconforto e, às vezes, prejuízo estético. Estar ciente dos fatores que podem desencadear esse problema é essencial para que se evite o transtorno.

CTA FINAL 2

Saber como agir caso ocorra esse tipo de acidente é importante para prevenir maiores lesões ou maiores complicações.

Se você desconfia de que seu dente esteja fissurado ou trincado, não perca tempo e agende rapidamente uma visita ao dentista. Visitas regulares ajudam a manter a sua saúde bucal e auxiliam na sua estética e no bem-estar.

Se você tiver dúvidas a respeito deste assunto, deixe um comentário. Acesse nosso conteúdo e aprenda mais sobre saúde oral.

About the Author:Carolina Caram

Leave a Comment

Whatsapp - 8h às 18h