START TYPING AND PRESS ENTER TO SEARCH

image3

Expansor palatino: entenda o que é e sua finalidade

A saúde e estética bucal são partes importantes da vida de muitas pessoas. Especialmente para aquelas que sofrem de bruxismo e têm dores de cabeça frequentes. Existem vários tratamentos ortodônticos voltados para estes pacientes hoje em dia, com uma alta taxa de sucesso. Um exemplo bem recorrente é o uso de aparelhos. Em especial, o expansor palatino, que é cada vez mais comum para o grande público.

Expansor palatino: entenda o que é e sua finalidade

O uso de aparelhos ortodônticos não é nenhuma novidade na vida das pessoas. Praticamente todo mundo já usou um durante sua vida, seja para prevenir problemas graves na formação dentária ou para corrigir alguma má formação já ocorrida.

Antigamente, estas peças eram consideravelmente grandes e desajeitadas, sendo um grande inconveniente para os pacientes. Felizmente, hoje em dia elas são discretas, simples e quase imperceptíveis em alguns casos. Basta se acostumar com a sua presença e logo ela não será mais um incômodo.

Sua variedade também está crescendo, melhorando o tratamento de problemas dentários cada vez mais específicos. Um exemplo aqui é o expansor palatino, um tipo de aparelho ortodôntico cada vez mais comum em diversos consultórios. Continue lendo e entenda mais sobre esse modelo e sua importância.

CTA

O que é o expansor palatino?

Como já mencionamos, trata-se de um tipo de aparelho ortodôntico com função específica. Ele fica localizado no céu da boca, preso aos dentes nas laterais. Existem variações de aparelhos para os dentes de baixo, mas este aqui não é um desses. Logo você verá por que.

Existem algumas variações deste tipo de aparelho de acordo com a conformidade dos dentes, mas quase todos são do tipo fixo. Como eles precisam ficar presos pelo menos a dois dos dentes nas laterais, só podem ser colocados e removidos por um profissional.

Para que serve este tipo de aparelho?

O palato é, basicamente, o céu da boa, a parte óssea que fica entre a arcada dentária e as fossas nasais. A sua forma é o que determina o perímetro do arco dentário superior, ou seja, o espaço total da arcada dentária de cima. Já o nome de “expansor” indica que este aparelho tem o trabalho de aumentar ou alargar alguma coisa.

Junte os dois e você terá um aparelho cuja função é aumentar a largura da parte de cima da boca, dando mais espaço para os dentes da frente se acomodarem e se alinharem. A ideia é que, com mais espaço disponível, eles não precisarão ficar tortos e vão se encaixar melhor na arcada dentária de baixo. Por isso é tão útil para tratamento estético e contra o bruxismo.

Esse tipo de aparelho é mais eficaz em pacientes jovens e crianças que fazem tratamento preventivo, pois seus dentes ainda estão crescendo. Se você é adulto e já possui um desalinhamento severo, pode ser necessário fazer alguma intervenção cirúrgica.

Como é a sua manutenção?

Assim como a maioria dos aparelhos, o expansor de palatino exige bastante cuidado para conseguir cumprir sua função, além de ajustes frequentes. Via de regra, ele só pode ser manuseado pelo próprio dentista que acompanha o tratamento. Se um paciente tentasse ajustá-lo, certamente pioraria ainda mais o estado de seus dentes.

A frequência destas consultas pode variar um pouco de acordo com a disponibilidade do paciente, mas não deve ser superior a um mês. Dependendo de seu estado e do momento do tratamento, o dentista pode recomendar consultas mais frequentes para manter tudo alinhado.

O que o paciente pode e deve fazer em relação ao aparelho durante o tratamento é limpá-lo. Manter a higiene do expansor é fundamental, pois qualquer sujeira pode começar a acumular germes, gerar inflamações na gengiva e dificultar o tratamento. Dependendo do tipo usado, pode ser necessário restringir um pouco sua dieta ou utilizar escovas especiais no processo.

Quais são os tipos de expansores palatinos existentes?

Como já dissemos, não existe apenas um tipo de aparelho expansor palatino. Dependendo de cada paciente, pode ser necessário adotar alguma variação, outro método de instalação ou estrutura. Dentro de todas as opções , podemos destacar três como parte do tipo “expansor”. Confira:

Hyrax

É a variação mais comum de expansor usada hoje em dia, principalmente em crianças até seu período de puberdade. Até certa idade, a região do palato não está totalmente calcificada, então é possível usar o aparelho tipo Hyrax para expandir rapidamente a arcada dentária e permitir que ela se solidifique em uma posição mais adequada.

image1 (12)
O expansor Hyrax é o mais comum e prático disponível

http://www.odontooralclin.com.br/img/novidades_v2/hyraxxx-500px.jpg

Seu formato é bem básico, com um eixo central que fica localizado no céu da boca e quatro suportes presos a dentes diferentes. A peça do meio exerce uma pequena força nos dentes, fazendo com que a arcada dentária superior se alargue. Uma das grandes vantagens dele é que o próprio paciente pode fazer os ajustes de expansão dentro dos períodos recomendados pelo dentista. Isso proporciona resultados mais rápidos e eficazes para o tratamento.

CTA FINAL 2

McNamara

image3
O expansor McNamara é mais útil quando os anéis de metal não passam entre os dentes

http://www.cetrobh.com/wp-content/uploads/2015/06/macnamar01-grande.jpg

Caso a situação do paciente seja um pouco mais complexa, então o expansor palatino do tipo Hyrax não vai dar conta de tudo. Como alternativa, é usado o modelo McNamara, que se caracteriza por uma cobertura de acrílico que fica sobre os dentes. Ao invés de ser preso por um conjunto de anéis, a própria moldura é usada como suporte para o aparelho. É ideal caso a estrutura dentária do paciente não dê o suporte necessário para um aparelho mais tradicional.

Haas

image2
A placa de acrílico do expansor Haas dá mais força ao aparelho

http://www.ortoperfil.com.br/modulo/caso_clinico/23_010_gd.jpg

Em muitos aspectos, o Haas é um meio termo entre o Hyrax e o McNamara. Ele utiliza anéis de metal presos aos dentes nas laterais da boca como pontos de fixação, mas também possui uma placa de acrílico que fica no céu da boca, dando mais suporte e aumentando as forças que podem ser aplicadas sobre a arcada dentária. Porém, ele também é um pouco mais difícil de confeccionar e de limpar, o que aumenta o risco de inflamações.

Com todas estas informações, você já deve entender a importância do expansor palatino para a saúde bucal. Quer continuar aprendendo mais sobre ortodontia? Então assine nossa newsletter e receba os  conteúdos que preparamos em primeira mão.

About the Author:Carolina Caram

Leave a Comment

Whatsapp - 8h às 18h