START TYPING AND PRESS ENTER TO SEARCH

implante dentario

Implantes dentários: mitos e verdades

O que seria um implante dentário? São estruturas colocadas por meio de cirurgia, acopladas ao osso maxilar e posicionadas abaixo da margem da gengiva, permitindo que os dentistas consigam montar dentes para substituir os dentes originais ou pontes.

Feitos principalmente de titânio, os implantes dentários não podem ser soltos, como é o caso das dentaduras. Eles também beneficiam muito mais a saúde bucal. Por serem colocados diretamente no osso, não precisam se apoiar em outros dentes.

Um implante dentário também é sinal de saúde e bem-estar.

Como funcionam os implantes dentários

Como já foi dito, os implantes dentários são colocados diretamente no osso, dessa forma eles oferecem uma estrutura muito mais estável para os dentes artificiais. As próteses montadas sobre os implantes favorecem a segurança, uma vez que não correm o risco de sofrer “escorregões” e nem mudarem de posição na boca.

CTA

Um detalhe importante é que, para receber o implante, o paciente precisa apresentar uma gengiva saudável e ossos que aguentem manter a sustentação. O paciente precisa cuidar da higiene bucal se quiser que os implantes dentários tenham longa vida.

Vamos conhecer um pouco mais das diferentes modalidades de implantes:

  • Implante ósseo integrado – o implante é colocado diretamente no osso maxilar. Esse processo recebe o nome de osseointegração, levando de quatro a seis meses para se passar para a próxima fase do procedimento. A segunda fase é quando o dentista liga o implante ao meio bucal. O dentista remove a gengiva e implanta o dente artificial ao implante.
  • Prótese Protocolo – é uma prótese total. Somente o dentista pode parafusar e retirar a prótese. Apesar de apresentar uma boa estética, apresenta o inconveniente da dificuldade de higienização, uma vez que os dentes estão conectados entre si.
  • Prótese Overdenture –prótese total que pode ser removida do implante. Além de ser mais barata, exige menos implantes. Funcionando como uma espécie de dentadura, com a diferença de apresentar um encaixe que conecta o implante à prótese.
O implante pode ser único ou uma sequência de dentes.

Mitos e Verdades

Vamos ver algumas concepções que as pessoas apresentam no que diz respeito aos implantes dentários. Alguns pontos podem ser verdades, outras, apenas mitos.

Todas as pessoas podem fazer implantes dentários?

O termo “todas as pessoas” é um termo muito amplo. Podem existir momentos em que o paciente não poderá fazer o implante ou não conseguirá fazê-lo por alguma condição que, talvez, não seja facilmente contornada. O importante nesse caso é o dentista fazer o melhor possível para valorizar a saúde do paciente.

Os implantes podem sofrer rejeição?

Aqui podemos afirmar com a total certeza que não há riscos de rejeição. Os implantes são feitos de titânio, um material que o osso não entende que há um enxerto. Em outras palavras, o organismo não consegue identificar a implantação do “corpo estranho”.

Os problemas que podem surgir são devidos a outros fatores, como a cirurgia, pós-operatório, qualidade do osso, mas em nenhuma hipótese é considerada a rejeição do implante.

Implantes nacionais apresentam menor qualidade

Essa afirmação pode ser encarada da seguinte forma: existem implantes nacionais excelentes e implantes importados de qualidade superior, porém, também existem implantes nacionais péssimos e implantes importados de qualidade extremamente duvidável.

É claro que existe uma marca (que seria importada) que é muito superior às outras, como o caso de qualquer outro item. Mas é importante que o paciente saiba que todas as empresas que fabricam os implantes de titânio são regulamentadas e avaliadas constantemente para manter um alto padrão para a comercialização.

Essa rotina de regulamentação é feita com o intuito de garantir a qualidade de todas as empresas e garantia de que o produto entrega é de alta qualidade.

Temos que comentar que a diferença entre as melhores empresas em relação às outras é que, por elas usarem mais componentes na confecção do implante, o encaixe entre o implante e o dente será muito mais preciso.

Pensando em um exemplo, se um dentista fixar um implante de uma empresa de ponta, mesmo que o implante não fique na posição correta, ele conseguirá posteriormente consertá-lo, uma vez que a empresa apresenta acessórios para corrigir esse trabalho. Porém, se for uma empresa de menor qualidade, provavelmente o implante seria perdido.

Pacientes sem o osso, podem ter implantes colocados?

Mesmo sem o osso, o paciente pode receber um implante. Entretanto, nesses casos, é necessário que uma primeira intervenção cirúrgica seja feita.

Se for no caso da necessidade de uma pequena quantidade, pode-se receber o osso de alguma outra região, como no caso da própria boca, queixo ou do túber.

Se for necessária uma quantidade grande de osso, aí a retirada se faz do ilíaco (região do quadril), da calota craniana ou ainda da tíbia. Como nesse caso é necessário retirar uma proporção maior de osso, os procedimentos devem ser feitos em hospitais.

A taxa de sucesso dos implantes dentários é igual para todos os pacientes?

A taxa de sucesso de um implante dentário é de aproximadamente 98%, o que permite dizer que a probabilidade de insucesso é muito baixa, e, mesmo que ocorra algum problema, a cirurgia pode ser refeita.

Porém se você é fumante ou se utiliza constantemente de álcool, a chance de que seu implante apresente algum problema sobe para 15%. Resumindo, o uso do cigarro e do álcool interfere bastante na taxa de sucesso de um implante.

Implantes e dentes podem ser colocados no mesmo dia?

Em alguns casos, é possível que isso aconteça, mas, na realidade, são poucas as pessoas que podem. Para acontecer de fixar o implante e colocar o dente, a pessoa precisa que o seu osso seja de qualidade e com uma quantidade suficiente.

Na mandíbula, a chance de se fazer as duas coisas é maior, pois o osso é mais duro que o da região maxilar. Portanto, para garantir se o paciente poderá receber as duas funções no mesmo dia é necessário que o dentista avalie profundamente o osso.

O normal é que aconteça todo o procedimento de dois a três meses na região mandibular e de quatro a seis meses na região maxilar. De fato, é muito mais seguro esperar que correr o risco.

CTA FINAL 2

Um paciente sem dentes receberá muito mais implantes?

Esse caso vai depender muito do tipo de implante que irá ser feito. O normal é que a parte superior apresente no mínimo seis implantes, enquanto que a parte inferior, no mínimo dois.

Você ficou com alguma dúvida? Gostaria de comentar alguma coisa? Agora o espaço é seu. Acompanhe o blog e fique sabendo mais sobre esse e outros assuntos relacionados.

About the Author:Carolina Caram

Leave a Comment

Whatsapp - 8h às 18h