START TYPING AND PRESS ENTER TO SEARCH

mordida profunda

Mordida profunda: entenda quais são as causas e os tratamentos

O tratamento da mordida profunda vai além da questão estética. Ele também trata diversos sintomas ruins para a sua saúde em geral. A mordida profunda é um problema ortodôntico bastante comum, e conhecer sobre o assunto é o primeiro passo para tratá-lo. Veja a seguir o que é, as suas causas, sintomas e o tratamento adequado.

O que é a mordida profunda?

A mordida profunda acontece quando os dentes superiores cobrem os dentes inferiores por completo ou em excesso. Ou seja, os dentes da frente e de cima se sobrepõem aos dentes de baixo. É considerada um dos tipos de má oclusão e também é conhecida como sobremordida.

A mordida profunda é muito comum em crianças e adolescentes, mas também pode afetar pessoas adultas. A principal característica da mordida profunda é a sobreposição da arcada dentária superior sobre a arcada inferior em mais de um terço de cobertura, impedindo que os dentes inferiores sejam vistos quando a pessoa sorri, por exemplo.

Meta-description: A mordida profunda é um dos problemas odontológicos mais comuns. Conhecer as causas e os tipos de tratamento é fundamental para solucionar essa alteração dentária. Fonte: Google.
A mordida profunda é comum em crianças e adolescentes. Fonte: Google.

Os sintomas mais comuns em quem sofre com a mordida profunda são dores de cabeça e zumbido no ouvido. Eles são provocados pela alteração das articulações da mandíbula. Outro sintoma que pode surgir é o desgaste dos dentes, prejudicando a mastigação, além da retração da gengiva.

Não é difícil identificar a mordida profunda. Basta observar a sua boca diante do espelho e analisar se os dentes superiores estão cobrindo os dentes inferiores quando você solta um sorriso. Caso os dentes inferiores estejam cobertos em mais de um terço do seu tamanho, você é um forte candidato a tê-la.

Existem dois tipos dessa má oclusão. Saiba mais sobre cada uma delas a seguir:

Mordida profunda congênita

Este tipo de mordida profunda é de origem genética, ou seja, o gene desta alteração é herdado dos pais. Essa é uma das causas mais comuns desse problema dentário e responde pela maioria dos casos de sobremordida.

Mordida profunda adquirida

Já este tipo de mordida profunda é desenvolvido devido a diferentes fatores ambientais, como o desgaste excessivo dos dentes, abrasão ocular dentária, perda dentária, postura da língua, dentre outras. Falaremos um pouco mais sobre alguns desses fatores a seguir.

Também podemos destacar dois subtipos de mordida profunda. A sobremordida horizontal aumenta a distância do bordo incisal dos dentes superiores até a face vestibular dos incisivos inferiores.

Temos também a sobremordida vertical, que considera a distância do bordo incisal dos dentes incisivos da arcada superior até o mesmo lado do bordo da arcada inferior.

Quais são as causas?

As causas da mordida profunda podem ser de origem genética, como já falamos, mas elas também têm a ver com situações locais, externas e ambientais, como desenvolvimento da face e dos ossos dessa região. O médico especialista deve ser procurado o quanto antes para que seja feito o diagnóstico e a sugestão do melhor tratamento.

As principais causas da mordida profunda são:

Extrusão dos dentes anteriores

Acontece quando o dente da frente se projeta em excesso para fora do osso, que chamamos de extrusão vertical, e deixa de tocar no seu antagonista, ou seja, aquele dente que o apoia na arcada contrária.

Quando a extrusão acontece nos dentes superiores, ela também vem acompanhada do sorriso gengival, que é a exposição excessiva da gengiva quando o indivíduo fala ou sorri.

Desgaste ou abrasão dos dentes

Quem sofre de bruxismo, hábito inconsciente de ranger os dentes, acaba perdendo a superfície dos dentes posteriores e, como consequência, perde também a dimensão vertical dentária. Por isso, o desgaste dos dentes também é considerado uma das causas do surgimento da mordida profunda.

Musculatura facial muito forte ou hipertônica

Quando uma pessoa tem uma musculatura facial bastante forte, ela tem chances de desenvolver a mordida profunda. Isso acontece porque os dentes posteriores são forçados contra os ossos que os sustentam, interferindo na sobreposição dos dentes.

Perda de dentes posteriores

A perda dentária também é uma das causas desse tipo de má oclusão. A ausência dos dentes superiores altera a sustentação da mandíbula e favorece o aparecimento da mordida profunda, além de prejudicar toda a estrutura interna da boca.

Além disso, a perda de dentes provoca um grande mal-estar estético e, também por isso, é um problema que deve ser tratado.

Alterações no desenvolvimento da face

Pessoas com problemas de desenvolvimento facial também podem sofrer com a mordida profunda. Um exemplo é o retrognatismo mandibular, a retração da mandíbula ou do maxilar inferior, que afeta algumas pessoas, favorecendo problemas dentários como a mordida profunda.

Como tratar?

O dentista é quem deverá fazer o diagnóstico da mordida profunda. Fonte: Google.
O dentista é quem deverá fazer o diagnóstico da mordida profunda. Fonte: Google.

O tratamento da mordida profunda vai depender da origem dessa deformidade. Cabe ao dentista fazer o diagnóstico correto e indicar a melhor maneira de lidar com essa alteração. Ele pode indicar desde o uso de aparelho ortodôntico até a intervenção cirúrgica.

Além da gravidade do problema, o médico dentista também leva em consideração a idade do paciente, a causa da anomalia e a localização dessa alteração. Veja a seguir os tratamentos mais comuns para a mordida profunda:

Uso de aparelho ortodôntico

Este é o tratamento mais comum e consiste no uso de aparelhos que podem ser fixos ou removíveis, de acordo com a necessidade de cada indivíduo. O tempo de uso do aparelho dentário também pode variar de acordo com o grau do problema a ser corrigido.

Em alguns casos, o uso do aparelho pode durar alguns meses, mas também pode durar alguns anos. Quem vai decidir e estipular o tempo necessário é o dentista que acompanha o paciente. Quem não gosta ou prefere não exibir o aparelho dentário pode optar pelos modelos transparentes já existentes no mercado.

Esses, além de mais discretos, também machucam menos a boca que os aparelhos tradicionais que possuem estruturas metálicas em sua composição.

Tratamento corretor ortopédico funcional

Este tipo de tratamento é ideal para pessoas que possuam mordida profunda devido ao retrognatismo. É mais indicado para pacientes que estejam em fase de crescimento. Este procedimento tem como objetivo direcionar o crescimento da mandíbula da forma mais correta.

Cirurgia ortognática

A cirurgia é indicada para os casos mais graves. Ela faz com que o maxilar inferior avance e o superior recue. O tratamento cirúrgico é bastante eficiente, porém, só é recomendado para pacientes que já tenham o completo desenvolvimento dos maxilares. Ou seja, a partir dos 20 anos de idade.

Implantes dentários

Quando a causa da mordida profunda for a perda de dentes, é preciso fazer um implante dentário ou recorrer ao uso de prótese fixa ou removível antes de começar o tratamento indicado pelo médico para cuidar da sobremordida.

É muito importante fazer o tratamento adequado da mordida profunda. Além de causar problemas estéticos visíveis como um sorriso disforme, esta irregularidade também pode ser muito prejudicial para a saúde do paciente e pode comprometer a qualidade de vida dele.

Dentes, articulações e musculatura podem ser atingidos por este problema dentário. Uma das consequências são complicações na gengiva superior, assim como no palato, mais conhecido como “céu da boca”. Esta região pode sofrer com feridas causadas pelos próprios dentes inferiores, que, devido ao fácil acesso, podem entrar em atrito com o local.

Dessa forma, mesmo que seja um problema interno e não visível, a consequência da mordida profunda pode afetar toda a saúde do interior da boca.

Crianças e adolescentes, por estarem em fase de crescimento, também sofrem bastante com esse mal que influencia no desenvolvimento correto da área, afeta as articulações dentárias e compromete a autoestima, uma vez que interfere no perfil do rosto da pessoa.

A mordida profunda pode afetar toda a saúde da sua boca. Fonte: Google.
A mordida profunda pode afetar toda a saúde da sua boca. Fonte: Google.

Por fim, a mordida profunda, com o passar do tempo, provoca desgaste dos dentes inferiores. Isso acontece porque o indivíduo precisa forçar a mastigação, o que aumenta o atrito entre os dentes.

É possível prevenir a mordida profunda?

De certa forma, é possível, sim, prevenir o surgimento da mordida profunda, mas desde que se descubra o agente causador daquele problema. Nesse caso, é feita a remoção do que está provocando a alteração mandibular.

Se a causa for genética, é preciso fazer um controle do agravamento daquela condição. Em todos os casos, a consulta com um médico especialista é fundamental para a correção do problema.

Higiene é fundamental

Apesar de não ter uma relação direta com o surgimento ou agravamento da mordida profunda, é preciso reafirmar a importância de manter a região bucal limpa e saudável, especialmente para quem usa aparelho ortodôntico.

Mantenha uma boa alimentação, faça a limpeza diária e necessária da boca, dentes e língua com a escovação regular e não esqueça de usar o fio dental para remover quaisquer resquícios de alimentos.

O custo de cada procedimento, assim como o tempo de duração de cada um, só pode ser especificado após uma análise do médico dentista. Cada indivíduo possui suas peculiaridades que devem ser levadas em consideração na hora de fazer a escolha do tratamento contra a mordida profunda.

Se você tem alguma dúvida, acredita que pode estar com algum problema dentário ou já sofre com essa interferência na sua vida, não espere mais. Faça uma avaliação médica, receba o diagnóstico preciso e comece a cuidar da sua saúde bucal o quanto antes. Afinal de contas, a mordida profunda não compromete apenas o seu sorriso, mas toda a sua saúde.

About the Author:Carolina Caram

Leave a Comment

Whatsapp - 8h às 18h