START TYPING AND PRESS ENTER TO SEARCH

image1

O que é uma coroa dentária e quais os tipos existentes?

image2 (3)
A coroa dentária traz de volta tanto a estética quanto a autoestima dos pacientes.

O que é uma coroa dentária?

Quando um dente é comprometido pela cárie, traumatismo ou algum outro problema, ele tem, muitas vezes, a necessidade de ser reabilitado por uma coroa dental. Esta é utilizada para cobrir um dente por inteiro ou somente uma parte danificada.

Com uma infinidade de vantagens, esse tipo de prótese proporciona um dente fixo ao paciente através de uma cimentação sobre um implante em um dente já enfraquecido ou em uma ponte fixa. Uma de suas funções é a de suprir a ausência de um elemento dental.

A coroa dentária devolve ao paciente a função, a forma e a estética do elemento dental comprometido. Ao contrário do que muitos pensam, a necessidade de reabilitação oral ocorre em qualquer idade, mesmo sendo muitas vezes associada a pacientes adultos e idosos.

Esse é um trabalho delicado e minucioso, feito em laboratório que utiliza a porcelana, também conhecida como cerâmica, na confecção da anatomia do dente, proporcionando-lhe um aspecto bastante natural.

Alguns casos necessitam de diferentes materiais como ouro, ligas de metal e acrílico. Algumas ligas metálicas são mais resistentes do que materiais cerâmicos, podendo ser recomendadas para dentes posteriores, como molares e pré-molares.

Quais os tipos de coroas existentes?

Existem inúmeros tipos de coroas dentárias que se diferem em relação ao preço, estética, forma de preparo, entre outros aspectos listados abaixo.

Coroa provisória

As coroas provisórias podem ser confeccionadas pelo próprio dentista ou em um laboratório de prótese dentária. Estas são feitas em resina acrílica e têm a função de substituir a ausência do dente por um período curto de tempo até a instalação da coroa definitiva.

A coroa provisória é extremamente importante, pois esta não permite que o paciente saia do consultório odontológico sem dente ou com um elemento dental debilitado, sendo este muitas vezes um dente da frente (anterior), o que pode comprometer a estética e a socialização do indivíduo.

CTA

Coroa em Resina

As coroas em resina se desgastam com o tempo e têm mais chances de fraturar. Assim, tornam-se mais frágeis e com uma vida útil menor do que as demais.

Outra desvantagem é que muitas vezes estas se tornam fontes para o mau hálito, principalmente quando estão mal adaptadas. Isso se dá pela alta porosidade do material, possibilitando a adsorção de substâncias dos alimentos ingeridos ao longo dos anos.

Essa coroa dental tem um valor bem menor do que as feitas de cerâmicas. No entanto, mesmo sendo um material inferior, muitas vezes é a única opção viável para milhões de brasileiros por conta de seu valor.

Coroa dentária totalmente em metal

Esse tipo de coroa era bastante usado antigamente, mas nos dias atuais é pouco indicado principalmente por seu fator estético.

Contudo, a coroa totalmente em metal ainda é indicada pelo cirurgião dentista (CD) quando existe pouco espaço entre os dentes.

Coroa metalocerâmica

É uma das coroas dentárias mais utilizadas, tem uma subestrutura de metal com uma camada de cerâmica aplicada sobre essa estrutura.

Essas coroas são indicadas tanto para os dentes anteriores como para os posteriores, por serem estéticas e resistentes.

Em pacientes com hipersensibilidade ao metal, tanto a metalocerâmica como a totalmente em metal estão completamente contraindicadas.

Coroa em zircônia

Um material que vem sendo cada vez mais utilizado pelos dentistas é a coroa em zircônia. Esta possui um revestimento de cor branca ao contrário da cor escura do metal.

Dessa forma, torna-se uma indicação com um nível estético superior principalmente em dentes anteriores, além de possuir uma excelente compatibilidade com os tecidos gengivais.

Coroa dentária em porcelana

Uma das melhores opções do mercado odontológico é a prótese dentária fixa em porcelana pura.

Este material reproduz com exatidão cores e transparências encontradas em dentes naturais, suprindo a necessidade de indivíduos com elevadíssimos padrões de exigência estética.

Uma desvantagem desse material está diretamente ligada a uma de suas vantagens, que é a sua elevada transparência. Isto acaba inviabilizando seu uso em áreas desdentadas, sobre pinos metálicos ou dentes muito escurecidos.

Mais informações importantes

image1
Seleção da cor da coroa dentária através dos dentes naturais e uma escala de cor.

A reabilitação oral através de coroa dentária deve ser iniciada imediatamente após a percepção de sua necessidade por parte do cirurgião dentista ou do próprio paciente.

A falta de algum dente pode causar gengivite e uma disfunção da articulação temporomandibular (DTM), originando dores de cabeça, estalidos na região dos ouvidos, dentre outros sintomas.

As coroas dentárias são cimentadas nos dentes adjacentes (pilares) quando fazem parte de uma ponte fixa, de um implante ou de pinos. Além disso, tais pilares servem de âncoras para as pontes.

Assim como as coroas, os pinos que virão dentro da raiz podem ser confeccionados com diferentes tipos de materiais de acordo com a indicação do dentista.

Já a durabilidade da coroa dentária depende de diversos fatores. Seguindo corretamente cada um deles as coroas e pontes podem durar a vida toda.

CTA FINAL 2

Os principais fatores a serem levados em consideração pelos pacientes portadores de próteses fixas dentárias são:

  • Tipo de material escolhido para a confecção da coroa dentária;
  • Boa prática de higiene oral;
  • Visitas regulares ao dentista para a realização de checkups e limpezas;
  • Cuidado em relação ao tipo de alimento ingerido (mastigar ossos, bala, gelo);
  • Cuidado em relação aos hábitos deletérios (mascar ponta de caneta, tampinha de garrafa, objetos duros).

O procedimento para a confecção de uma coroa dentária é um pouco complexo e deve ser realizado por um cirurgião dentista e um protético.

Quando o assunto é coroa de porcelana, o profissional da saúde realiza um preparo dental, deixando tudo pronto para o recebimento da coroa.

Em seguida, um molde deste preparo é feito e enviado ao laboratório de prótese. A partir deste, o protético obtém um modelo em gesso que representa a dentição do paciente.

Tal modelo serve de base para uma escultura dental em cera que recebe alguns banhos de porcelana. No final da confecção, este é devolvido ao consultório odontológico, a fim de ser cimentado na boca do paciente.

Você já sabia o que era uma coroa dentária? Tem alguma dúvida ou gostaria de saber mais sobre o assunto? Deixe seu comentário e continue acompanhando nossas publicações.

About the Author:Carolina Caram

Leave a Comment

Whatsapp - 8h às 18h