START TYPING AND PRESS ENTER TO SEARCH

image1 (2)

O que fazer quando se quebra um dente?

Você segue uma escovação regular e vai ao dentista regularmente. No entanto, tem uma surpresa desagradável: seu dente quebra. A primeira pergunta que vem à cabeça é: por que será que isso aconteceu, mesmo com os cuidados? Será que isso ocorre aleatoriamente?

A primeira hipótese é a de um acidente. Mesmo com escovação e visitas constantes ao dentista, um alimento mais duro ou qualquer outra substância pode causar uma ruptura.

image2 (2)
A ingestão de um alimento mais rígido pode causar a quebra do dente.

Para quem deixa a saúde bucal um pouco de lado e passa por esse problema, essa é uma outra possibilidade. Uma coisa, porém, é certa: isso nunca acontece absolutamente do nada. Sempre há um motivo, desde que não seja aparente.

Saiba agora o que fazer diante de um dente quebrado. Na maioria dos casos, há uma solução, seja a prevenção ou o auxílio de um dentista.

O que fazer quando se quebra um dente?

image1 (2)
Seja qual for o problema, há solução. Em casos previsíveis, o melhor é evitar os problemas, cuidando da dentição.

A primeira reação é a apreensão, pois parece não haver solução para este problema. No entanto, é possível reparar um dano como este, independentemente da gravidade e do tamanho do dano.

Para começar, você verá como proceder caso um dente esteja trincado ou pior: um pedaço dele acabe se soltando.

Dente rachado ou quebrado

Normalmente, um dente quebrado ou rachado dá sinais antes de se concretizar o acidente. Quando há a trinca, até mesmo em função da abertura da fissura na mordida, a dor é inevitável. Se atinge a polpa, o dente fica mais sensível, pelo fato de essa parte ter nervos e vasos sanguíneos.

Em caso de lesões na polpa, há a possibilidade de se fazer um tratamento endodôntico, para que não ocorra a perda total do dente.

CTA

Fissuras pequenas, por sua vez, podem não exigir tratamento. Em caso de dores, procure não usar o dente para mastigação e consulte o dentista. Você pode fazer um tratamento com:

  • Colocação de coroa;
  • Canal radicular;
  • Reparação com material reparador;
  • Em último caso, extração do dente, quando não há mais nada a se fazer.

Dente caído

Por mais que seja comum que um dente caia na fase adulta, ele foi feito para durar a vida toda. Apenas os dentes de leite têm prazo de validade – até aproximadamente os seis anos de vida da criança. Se forem bem cuidados, os dentes permanentes acompanham uma pessoa por toda uma vida, não importando se ela vai viver 80, 90 ou 100 anos.

Tomando os cuidados necessários, as chances de um dente vir a cair são bem reduzidas. Quando isso acontece, geralmente são por problemas que poderiam ser evitados, até mesmo de maneira simples. Saiba agora dois motivos pelos quais um dente cai.

Amolecimento da gengiva

Um dos problemas mais comuns é o amolecimento da gengiva, que possibilita a queda do dente. Quando isso acontece, não há o que fazer, pois a gengiva está totalmente enfraquecida e sem condições de manter um dente preso a ela. Mas é possível prevenir desde a juventude, afinal esse problema não costuma vir de um dia para o outro, ele é gradual.

O ideal é usar regularmente um fio dental ou escova interdental, além da limpeza correta de dentes e gengivas. Quando um dente cai, normalmente o histórico do indivíduo inclui escovação irregular (ou falta dela) e não usar acessórios complementares.

O primeiro sinal de que algo não vai bem com o dente é uma gengivite. Mesmo com o sangramento, não se pode parar de escovar os dentes, ao contrário do que muitos pensam. Se isso acontecer, o tártaro endurece, sendo necessário fazer uma raspagem.

Em um estágio mais avançado, a placa entra pela gengiva, formando bolsas periodontais e, consequentemente, a perda óssea. É aí que começam os problemas maiores: o dente fica mole, pois o osso é quem o segura, até ocorrer a queda. E mesmo que não caia, a extração pode ser a única coisa a se fazer.

E, quando se perde parte da dentição, há duas soluções: implante ou dentadura. Isso por simples falta de escovação e cuidados.

Acidentes

Porém, mesmo tomando os cuidados necessários, um acidente, como cair da bicicleta ou praticar um esporte, pode provocar a queda ou quebra do dente. Se ele sair inteiro da boca, a primeira coisa a ser fazer é passá-lo em água filtrada ou leite, sem esfregar ou lavar.

O dente caído pode ser reimplantado em até uma hora. Para isso, deve-se levar ao dentista em uma vasilha com soro fisiológico ou leite.

Se houver um profissional da saúde próximo, ele pode recolocar superficialmente o dente, mas, mesmo assim, é altamente recomendável visitar o dentista o quanto antes. Outros danos devem ser averiguados com uma simples consulta.

Como restaurar um dente que esteja quebrado?

No item anterior, você viu que é possível reimplantar um dente que caiu inteiro da boca por qualquer tipo de trauma. E se a quebra for parcial? É possível fazer algo?

A resposta é “sim”. E se puder guardar o pedaço do dente que quebrou, melhor ainda. Antes de ir ao dentista, pode-se aliviar o sangramento (quando houver) com gaze e compressas de gelo. Isso também ajuda a aliviar possíveis inchaços.

CTA FINAL 2

Depois disso, o ideal é consultar um dentista o quanto antes. Ele avaliará o caso e fará o melhor procedimento para restaurar o dente.

Quando se perde o pedaço que quebrou, também há a possibilidade de se fazer uma restauração. O tratamento pode ser feito no próprio consultório ou, quando isso não for possível, encaminhar o serviço para um laboratório de prótese dental, após tirar seu molde.

Os cuidados com os dentes devem ser levados a sério, para que os riscos com dentes quebrados ou caídos sejam reduzidos ou mesmo eliminados. Para saber mais sobre isso, leia os outros textos do blog e descubra outras maneiras de manter a sua dentição bonita e saudável.

Não deixe de visitar o site e conferir a atualização do conteúdo, assim como comentar em caso de dúvidas ou para relatar experiências.

About the Author:Carolina Caram

Leave a Comment

Whatsapp - 8h às 18h