START TYPING AND PRESS ENTER TO SEARCH

escovar lingua

Saiba quais são os 6 benefícios de sempre se escovar a língua

Os benefícios de escovar a língua são inúmeros para uma pessoa quando se fala em saúde bucal. Afinal, a língua, assim como os dentes, faz parte do processo de mastigação e precisa ser limpa.

Essa atitude, geralmente, é iniciada ainda quando criança, a partir dos ensinamentos dos pais e avós. Muitas escolas também costumam orientar a garotada sobre a necessidade desse tipo de higiene oral.

No entanto, ainda há muitos pais e instituições de ensino que não possuem o hábito de instruir as crianças sobre essa necessidade. O que significa que há pessoas que crescem sem esse conhecimento. Ou até mesmo não se preocupam em incorporar esse costume no dia a dia quando adultos.

O mesmo pensamento para a escovação da língua vale para pessoas em tratamento ortodôntico. Isso ocorre porque o aparelho dentário acaba retendo ainda mais resíduos na boca do usuário.

Segundo os especialistas, mais de 300 tipos de bactérias vivem na língua. Com a não escovação, essas bactérias se espalham e criam uma espécie de biofilme que cobre as papilas gustativas, conhecida tecnicamente como saburra e, popularmente, como língua branca.

Alguns dos resultados mais comuns da saburra são a incapacidade de sentir o sabor dos alimentos e o mau hálito. Muito mais que isso, não cuidar da higiene lingual levará a periodontite e até ao escurecimento do músculo.

6 benefícios de se escovar a língua

Com base nesses problemas citados, além de outros existentes, separamos a seguir alguns dos grandes benefícios de escovar a língua após as refeições.

Evitar as cáries

O aparecimento de cáries não está ligado única e exclusivamente com o consumo de açúcar ou a não escovação dos dentes após todas as refeições. Mas também com a presença de bactérias que se proliferam na boca.

Essas bactérias transformam restos de alimentos grudados nos dentes em ácidos que, por sua vez, fermentam e atacam o esmalte do dente. O resultado é a corrosão dental e o aparecimento da cárie, bem como inflamação da gengiva.

Junta-se a isso a questão do acúmulo de saburra, que é mais um problema oriundo de bactérias. O que leva à diminuição do fluxo salivar e deixa a boca mais propensa ao surgimento de cáries.

Ou seja, se a língua não é escovada, essas bactérias não são eliminadas. E isso afetará diretamente em dentes cariados.

Prevenir a diminuição do fluxo salival

Outro benefício de escovar a língua é evitar que o fluxo salival tenha sua intensidade diminuída. Essa diminuição tem ligação direta também com a saburra, como foi frisado no tópico anterior.

A não escovação, ou a má escovação da língua, tende a gerar uma maior descamação do epitélio da mucosa bucal. Por consequência, isso acarretará na diminuição do fluxo salivar.

O que muitas pessoas não têm conhecimento é de que a saliva desempenha uma função de extrema importância na boca. Ela visa a manter toda a cavidade bucal lubrificada e fazer com que os dentes sejam mantidos superficialmente limpos e protegidos de forma natural.

A saliva também ajuda o alimento mastigado a ter uma deglutição facilitada, o que assegura que a comida escorregue com mais tranquilidade pela garganta e esôfago. Ela auxilia, ainda, na digestão do amido na boca, através da ptialina, enzima presente em sua fórmula.

Para finalizar a importância de se ter uma presença alta de saliva, saiba que o líquido serve como anticorpo que ataca vírus causadores de doenças. Muitos deles transmitidos pelo beijo ou espirros.

A saburra é um dos motivos para a diminuição do fluxo salival. - Fonte: Instituto Barbosa de Odontologia.
A saburra é um dos motivos para a diminuição do fluxo salival. – Fonte: Instituto Barbosa de Odontologia.

Combater a halitose

É muito comum dizer que o mau hálito é proveniente de problemas estomacais. Mas, na realidade, uma das grandes causas desse problema é o descuido com a higiene bucal.

Isso significa algo entre 90% e 95% de chances de acontecer, muito por conta da língua saburrosa e doenças gengivais. Quando esse problema chega a um nível crônico, ele é classificado como halitose.

Para que a situação se normalize, é preciso manter periodicamente uma ótima higienização bucal. Isso inclui tanto a escovação dos dentes e, claro, da língua, bem como o uso do fio dental e de antissépticos bucais. Evitar o fumo, bebidas alcoólicas, refrigerantes e café em excesso, além de beber bastante água, são atitudes importantes.

Vale frisar que aquele mau cheiro que sentimos quando acordamos ou após refeições condimentadas não são sintomas de halitose, mas sim o odor persistente ao longo do dia que não desaparece nem após uma escovação.

A título de conhecimento, apenas entre 5% e 10% dos casos de mau hálito advêm de problemas extra-bucal, com origem sistêmica ou metabólica. Entre eles, estão o quadro de diabetes não compensado, hipoglicemia e alterações hepáticas, renais e intestinais.

Evitar a periodontite

A periodontite é uma doença que se desenvolve justamente a partir das bactérias presentes na língua. Elas se deslocam para os dentes e fazem um estrago nada agradável em torno das estruturas ósseas.

A periodontite provoca a reabsorção do osso alveolar que circunda o dente, além de uma destruição gradual do ligamento periodontal. Isso provoca um aumento progressivo da mobilidade dental, quando um ou mais dentes amolecem, o que pode acarretar na extração dos mesmos.

Em casos mais agudos, a doença pode causar uma endocardite bacteriana, que é um problema do coração, ou até mesmo uma septicemia generalizada, que é uma infecção geral do organismo. Tudo por conta de uma má higiene bucal, que inclui a não escovação da língua.

Impedir o escurecimento da língua

Mais um dos grandes benefícios de escovar a língua é impossibilitar que ela fique escura. Já é de conhecimento que, quanto mais a língua é deixada de lado durante a higiene bucal, mais saburra ela irá acumular.

Esses resíduos de comida tendem a entupir as papilas gustativas, que irão gerar com o tempo o escurecimento do músculo. Outra explicação mais técnica diz que o acúmulo de todos os tipos de bactérias cria pigmentações provenientes dos glóbulos vermelhos do sangue. Por isso ocorre a coloração escura no órgão.

Em casos extremos, a língua apresentará uma aparência texturizada, como se pequenos pelos estivessem no local. O que faz essa condição patológica ser apelidado como “língua preta peluda”.

O ideal é que a língua esteja sempre rosada, o que é sinônimo de limpeza e saúde. Além da cor, sua superfície deve estar lisa e homogênea, recoberta por uma secreção fina, o que garante constantemente uma certa umidade.

A saburra pode resultar no escurecimento da língua, que afeta tanto a estética quanto a saúde. - Fonte: Biosom.
A saburra pode resultar no escurecimento da língua, que afeta tanto a estética quanto a saúde. – Fonte: Biosom.

Driblar a diminuição do apetite

Já pensou em não ter vontade de apreciar aquela refeição apetitosa? Ou deixar de sentir o sabor dos alimentos, impedindo que você sinta prazer em comer?

Certamente, essas condições afetarão não só o apetite em si, mas também sua saúde física e a disposição para enfrentar um dia pesado de trabalho ou a prática de atividades físicas, por exemplo.

No entanto, é isso que vai acontecer caso você esqueça de manter a escovação completa da boca e deixe que a saburra tome conta da língua.

Como já abordado nesse artigo, a saburra virá em forma de biofilme que limita a eficácia das papilas gustativas, o que gera toda essa questão envolvendo a perda do apetite e capacidade de sentir o sabor dos alimentos.

Portanto, não deixe que a perda desse prazer seja um empecilho em sua vida, e mantenha a higiene bucal sempre em dia.

Como cuidar da higiene da língua?

As principais instruções para a boa higienização dos dentes consiste basicamente na escovação com um bom creme dental, sempre após as refeições, ao acordar e antes de dormir, bem como o uso do fio dental após as refeições, para remover os resquícios de alimentos e evitar o acúmulo da placa bacteriana.

Quando se trata da língua, a orientação é simples: basta escová-la por inteiro com a própria escova após o término da higienização dos dentes. Os dentistas recomendam que o músculo seja limpo pelo menos duas vezes ao dia.

Algumas escovas possuem até raspadores de língua no dorso de sua cabeça. Seja com as cerdas ou com o raspador, passe-a de cima para baixo algumas vezes. Depois é só enxaguar a boca. Após esse processo, ainda é possível finalizar a higienização com o uso de um antisséptico bucal.

Exemplo de um limpador lingual e de uma língua saudável. - Fonte: Orafacial.
Exemplo de um limpador lingual e de uma língua saudável. – Fonte: Orafacial.

Para quem já tem a presença da saburra, indica-se a utilização de um limpador apropriado. Há opções no mercado que permitem, de um lado, soltar a saburra lingual, enquanto do outro lado é possível remover toda a saburra solta por meio de um raspador.

Em caso de surgir uma fina cobertura esbranquiçada vez ou outra, mesmo fazendo a higiene, fique tranquilo(a) que isso é normal.

É possível que o processo de limpeza cause náuseas, principalmente se a escova alcançar muito fundo na boca. Para isso, o recomendado é escolher uma escova ou raspador de língua com menos volume na ponta. Mas, com o passar do tempo, esse processo será mecânico e se tornará automaticamente anatômico.

Pessoas que utilizam aparelho ortodôntico fixo devem fazer o mesmo processo com cuidado redobrado. Afinal, os bráquetes retêm a sujeira com facilidade nos dentes. Durante o tratamento, é comum que a sujeira também se aloje na língua, o que pode aumentar a descamação do epitélio bucal e diminuir o fluxo salivar.

Agora que você conhece os benefícios de escovar a língua, chegou a hora de colocar em prática as dicas oferecidas sobre o cuidado com esse importante órgão do corpo humano.

Caso ainda tenha alguma dúvida sobre o assunto, ou já tenha passado por algum problema antes, compartilhe conosco seus comentários.

About the Author:Carolina Caram

Leave a Comment

Whatsapp - 8h às 18h